– Crie os arquivos de impressão no formato PDF (Press Quality), que é multiplataforma (PC & MAC) e está embutido em todos os programas gráficos: CorelDraw®, InDesign®, QuarkXpress®, PageMaker®, Illustrator® e muitos outros;

– Como o padrão de cores é CMYK, antes de enviar seu arquivo, verifique se todas as imagens coloridas estão no formato de cor CMYK. Caso contrário, converta todas as imagens RGB em CMYK no Adobe Photoshop® ou em outro programa similar;

– Use cores especiais somente se realmente forem necessárias em seu trabalho;

– Procure sempre utilizar fontes íntegras e completas. Muitos problemas ocorrem pelo uso de fontes incorretas. Por exemplo, se deseja utilizar bold ou itálico, utilize a variação da fonte bold ao invés do recurso de “transformar” a fonte em bold no painel do programa;

– A impressão offset pode chegar a uma resolução de 2.400 dpi. Isto não significa que tudo deva ter esta resolução. As fotos, por exemplo, devem estar com 300 dpi no tamanho real que ela ocupa;

– Verifique se as cores estão equivalentes e se o Overprint (Sobreposição) está correto. Para se obter um preto calçado, recomendamos Cyan 40, Magenta 0, Yellow 0, Black 100 e nunca pinte com 100% de cyan 100% magenta 100% amarelo e 100% preto qualquer objeto da página;

– Sempre que se desejar que a impressão vá até a borda do papel (impresso final sem margem branca), deve-se criar uma sangria no arquivo. A sangria consiste em deixar que o conteúdo ultrapasse em pelo menos 3 mm a área de impressão;

– Impressos com corte especial (Faca), deverão vir com o desenho da faca em 100% Pantone, não se esquecer de habilitar o Overprint (Sobreposição). Caso o mesmo esteja desabilitado, aparecerá na impressão comprometendo o material;

– Materiais como revistas, livros e jornais, fechar o PDF com a página do tamanho do impresso final com as cruzetas de corte.